#1489

As gaivotas não pousam nas árvores.

Anúncios

#1488

A mala vermelha, a tiracolo, dos jogadores do Peru.

#1487

O crescimento alarga a estrutura – os olhos afastam-se um do outro, o nariz dos olhos, a boca do nariz, uma orelha da outra orelha; num bebé tudo está perto de tudo, coeso; num adulto, tudo já se afastou.

#1486

A envergadura de uma mulher com as unhas compridas.

[EXTRA #321]

298.ª Semana: #1486 a #1490: Constatações LVII

[EXTRA #320]

próximo post: 14 Janeiro 2019

[EXTRA #319]

próximo post: 7 Janeiro 2019

#1485

A ponta por onde se lhe pegue encontra o seu problema num novelo, num emaranhado; é uma demanda pelo início de uma coisa; demanda arqueológica, arché.

#1484

Reticências – é como a linha se degrada; da linha ao ponto, do ponto a nada.

#1483

C[have]s = Propriedade.

#1482

Desaguisado; desfazer o guisado; é um guisado que volta para trás. Desaguisado é o nome possível do retorno da cultura à natureza, do cozido ao cru.

#1481

Um eclipse é quando algo desaparece, mas é, igualmente, quando há um especial alinhamento entre três ou mais corpos.

[EXTRA #318]

297.ª Semana: #1481 a #1485: Significados XIII

[EXTRA #317]

próximo post: 24 Dezembro 2018

#1480

As[sem]b[lei]a.

#1479

[The] expansion of destruction through the addition of a more positive prefix, “con”, it suggests that this kind of reading [deconstruction] is not merely negative.
(D. Attridge, TLS, 09/11/2018)

 

#1478

Diz-se bife, mesmo quando é apenas um.

#1477

The relationship between wit and knowledge is embedded in the word’s etymology. Derived from the Sanskrit verb vid, “to perceive,” wit occurs in Latin as vidēre and in Greek as idein, both of which meanto see”; hence the word witness.
(C. Markbreiter, The Paris Review, 15/11/2018)

1476

N[ache]d.

[EXTRA #316]

296.ª Semana: #1476 a #1480: Palavras XXXIV

#1475

Nascimento é bifurcação.

#1474

Réplica – cópia e resposta.

#1473

Espiripírito.

#1472

Vida vegetativa, termo aristotélico – Aristóteles detestava as plantas.
(a partir de Giorgio Agamben)

#1471

Incandescente é algo que não tem fogo mas ainda arde; é uma figura da potência.

[EXTRA #315]

295.ª Semana: #1471 a #1475: Palavras XXXIII

#1470

O motor faz mover as coisas mas não se desloca do seu sítio relativo.

#1469

Só a subida é íngreme; a descida é acentuada.

#1468

Ingrid Bergman nasceu e morreu no dia 29 de Agosto (1915-1982).
~

To Die on One's Birthday
Loop #5
[To die on one’s birthday]
(letras para pulseira de criança, anzóis, fita de aço)
9x9x1cm
2012

#1467

O cheiro a peixe é cheiro a peixe estragado ou em trânsito de putrefacção; o peixe não deve cheirar a peixe, se for fresco, se a morte for recente.

#1466

O salário não é pagamento; é uma compensação pelo tempo perdido.

[EXTRA #314]

294.ª Semana: #1466 a #1470: Constatações LVI

#1465

Interrompe-se o tempo das esplanadas, volta o tempo das confeitarias.

#1464

Um puzzle é algo que se desfaz em mil pedaços para poder funcionar.

#1463

O paradigma do barco é o porta-aviões – um pedaço de terra no meio da água.

#1462

Sorri-se muito quando se fala ao telefone, precisamente quando o interlocutor não pode ver.

#1461

Entrámos tanto na era wireless, sem fios, à distância, sem contacto, pudica, como na era do touch screen, do toque.

[EXTRA #313]

293.ª Semana: #1461 a #1465: Constatações LV

#1460

Éliteratura.

#1459

Pi[one]er.

#1458

P[ódio].

#1457

[End]o[game]a.

#1456

De[sempre]go.

[EXTRA #312]

292.ª Semana: #1456 a #1460: Palavras XXXII

[EXTRA #311]

próximo post: 12 Novembro 2018

[EXTRA #310]

próximo post: 5 Novembro 2018

#1455

Umbigo
Biscoitos
Tremoços

#1454

Quem ganhou primeiro o nome – o peixe ou a piscina?

#1453

O elogio no meio dos relógios.
~
Janela

#1452

O túnel do Metropolitano pouco mais tem do que o essencial; tal como o comprimido.