#1105

Paix, foot.

#1104

Watch it: ver merda.

#1103

Razón, corázon.

#1102

Heavy lighter.

#1101

Just ice.

[EXTRA #230]

221ª Semana: #1101 a #1105: Pairs VI

#1100

Artesanalgésico.

#1099

Igrejaculação.

#1098

Presidentidade.

#1097

Leititinta.

#1096

Expelho.

[EXTRA #229]

220ª Semana: #1096 a #1100: Palavras XIII

#1095

Incllusion.

#1094

Parsifalstaff.

#1093

Scielence.

#1092

Nexterior.

#1091

F_rien_d.

[EXTRA #228]

219ª Semana: #1091 a #1095: Words VIII

#1090

Todas as palavras já foram neologismos.

#1089

A bússola é uma mira.

#1088

A agulha da bússola só aponta o Norte com a pontaria certa se estiver bem solta, quase livre.

#1087

A máquina não erra, falha – diferença entre erro e falhanço.

#1086

Ao pássaro não importa a chuva, e o vento é seu aliado, tal como o é da bandeira.

[EXTRA #227]

218ª Semana: #1086 a #1090: Constatações XXXII

#1085

A boca sonora politiza o corpo.

#1084

Deveria ser gormole em vez de gordura.

#1083

A dor de dentes é uma dor inalcançável – não nos podemos agarrar ao dente doente como nos agarramos ao joelho que bateu na borda da cama.

#1082

Exóptico: fora da vista, invisível, escondido.

#1081

Não vemos os ouvidos; não ouvimos os olhos.

[EXTRA #226]

217ª Semana: #1081 a #1085: Corpo XXIII

#1080

Arquimedes – o caderno todo preenchido está tão mais pesado quanto mais leve está a caneta que o preencheu.

#1079

O papel químico inviabiliza a opacidade do papel comum.

#1078

É mais mesilla de noche que mesa-de-cabeceira.

#1077

A roupa vazia – oca – das lojas.

#1076

Sacudimos o suor da testa sempre que escapamos por pouco.

[EXTRA #225]

216ª Semana: #1076 a #1080: Constatações XXXI

#1075

Anula-se o passado com o perdão, o presente com a tradição.

#1074

Ponte: nome da distância entre duas margens.

#1073

Uma ponte ainda em pé é o passado de uma ruína.

#1072

Laconismo é dizer o mínimo.

#1071

Se se pode explicar, poder-se-ia prever.

[EXTRA #224]

215ª Semana: #1071 a #1075: Significados XII

#1070

O que é mais último, a última inspiração ou a última expiração? Morremos com o ar dentro, de peito cheio, ou suspiramos uma última vez?

#1069

Deveria ser pregunta – como no castelhano – em vez de pergunta; a pergunta – a prégunta – está sempre antes.

#1068

Invisível ou transparente?

#1067

Quão mais pesado está o caderno de notas agora que está completo?

#1066

Fica-se mais pesado com barba?

[EXTRA #223]

214ª Semana: #1066 a #1070: Perguntas IV

#1065

Os braços de bruços.

#1064

Boca aberta, beco sem saída.